26.5.09

GRAND MARNIER


Ele é ideal para ser servido como aperitivo, adicionando ao gelo, tônica, suco ou como ingrediente para dar um toque especial em muitos drinques. É o casamento sutil do conhaque com a laranja. O tradicional e famoso GRAND MARNIER é um licor que se impôs no mercado como uma referência por sua autenticidade, qualidade e estilo, conquistando os paladares mais exigentes do mundo.

A história
Tudo começou com a instalação de uma pequena destilaria inaugurada no ano de 1827 em Neauphe-le-Château por Jean-Baptiste Lapostolle para a produção de licores a base de frutas. Em 1876, sua neta se casou com Louis-Alexandre Marnier, filho de um tradicional produtor de vinho da região de Sancerre, nascendo assim a família Marnier Lapostolle. E foi justamente Louis Alexandre Marnier-Lapostolle, um grande conhecedor de conhaques, que percebendo o aumento de popularidade dos licores, fez experiências com diversos ingredientes, até criar no ano de 1880 um novo licor: uma mistura inovadora e delicada de conhaques perfeitos, essência destilada de laranjas tropicais (amargas e selvagens) do Haiti e claro “o segredo de Marnier Lapostolle”. Tudo lentamente envelhecido em barris de carvalho francês.


Naquela época, as laranjas eram itens de luxo, consumidas em ocasiões especiais, como por exemplo, as festas natalinas. Isto deu um toque especial ao novo licor, que inicialmente seria batizado de CURAÇAO MARNIER, mas depois que seu amigo, César Ritz, que viria a se tornar um famoso hoteleiro (fundador da rede de hotéis Ritz), experimentou sua criação, ficou tão encantado com o sabor e o aroma que sugeriu um novo nome: GRAND MARNIER. E justificou: “um grande nome para um grande licor”. O GRAND MARNIER naquela época era decididamente um licor para damas.


Até a virada do século, o GRAND MARNIER conquistou vários prêmios, nacionais e internacionais, como em 1893 na Universal Expositions em Chicago, e, em 1900, em Paris. Os prêmios renderam ao licor visibilidade e popularidade internacional. Nesta época o licor era divulgado pelo mundo através de nobres e patronos, estando presente nos ambientes mais requintados. Nos anos seguintes o GRAND MARNIER, atém então consumido depois das refeições por seu efeito digestivo, começou a ser utilizado na culinária por grandes chefs de cozinha em virtude de sua versatilidade. Nesta época, o licor também era servido depois de toda refeição na rede de hotéis Ritz, de seu grande amigo César Ritz. Em 1912, o GRAND MARNIER era presença constante dentro dos luxuosos transatlânticos, onde depois de saborosas e sofisticadas refeições, os passageiros podiam degustar o licor. Isto pode ser comprovado quando foi encontrada uma garrafa de GRAND MARNIER nos restos do naufrágio do Titanic. Em 1927, como comemoração do centenário da fundação da empresa, foi criado o CUVÉE du CENTENAIRE, uma perfeita combinação, ainda mais harmoniosa que o licor original, de exóticas laranjas e os melhores conhaques.


Na década de 30, o licor passou a ser utilizado constantemente como ingrediente de drinques, contribuindo ainda mais para espalhar a autenticidade e a qualidade de GRAND MARNIER pelo mundo afora. Na década de 70, a empresa diversificou seu portfólio com o lançamento do GRAND MARNIER CREAM, um produto da família dos licores cremosos, à base de Conhaque e natas, com graduação alcoólica de 17º, que ficou no mercado apenas poucos anos. Em 1975, tendo como objetivo de atender a alta demanda pelo licor, a empresa inaugurou uma unidade de engarrafamento em Aubevoye, na região da Normandia. Hoje em dia, a destilaria encaminha por semana mais de 200.000 litros do licor para esta unidade, onde além de ser engarrafado, GRAND MARNIER recebe seu toque final: a famosa fita vermelha em sua garrafa. O CUVÉE du CENT CINQUANTENAIRE foi criado em 1977 pelo então presidente da empresa, Jacques Marnier Lapostolle, em comemoração aos 150 anos da destilaria. Este excepcional licor ficou, durante muitos anos, restrito ao consumo da família e seu círculo de amigos, estando disponível hoje ao público em pequena quantidade limitada. O mais exclusivo licor da família GRAND MARNIER, possui uma garrafa decorada em estilo Art Nouveau por grandes artistas.


Recentemente a marca apresentou novidade em edições limitadas: GRAND MARNIER QUINTESSENCE (apenas 2 mil garrafas), uma rara combinação de conhaques com safras excepcionais com idades de 25 e 100 anos que foram selecionados a partir da adega Marnier Grand Paradise; e o GRAND MARNIER NATURAL CHERRY, variação do famoso licor feito com uma combinação precisa de conhaque e cerejas naturais do continente europeu.


Os licores
A lenda de GRAND MARNIER nasce no coração da região de Cognac na França, onde envelhecem lentamente os conhaques raros. Depois as cascas de laranja são postas a macerar no álcool neutro antes de uma longa destilação que será objeto de todos os cuidados dos mestres destiladores. Essa preparação é em seguida misturada ao conhaque e ao xarope de açúcar, depois vertida em tonéis de carvalho para uma maturação longa onde, transformada em licor, ela poderá adquirir toda sua complexidade e seu aroma. Atualmente o GRAND MARNIER apresenta-se em várias versões:
GRAND MARNIER CORDON ROUGE: licor original, criado em 1880, é obtido a partir de conhaque, apresenta-se numa cor laranja-escura e é colocado em barris pelo menos dezoito meses antes da sua comercialização. Com graduação alcoólica de 38.5º, seu buque é delicado, com aromas de frutas e flores.
GRAND MARNIER CORDON JAUNE: incolor, obtido de aguardente vínica, muito semelhante a um triple-sec, é conhecido como “Yellow Ribbon”. Esta versão, mais doce e com menor graduação alcoólica, é comercializada somente em alguns países europeus e através das lojas de Duty Free em aeroportos.
CHERRY MARNIER: um dos primeiros licores de frutos criados na destilaria original da família é feito exclusivamente a partir de uma variedade de cerejas da Turquia, conhecidas pelo seu sabor. Os frutos são esmagados juntamente com os caroços, para conferir corpo e riqueza aromática antes da maceração lenta durante um ano em tonéis, onde o licor adquire sua circularidade e complexidade.
CUVÉE DU CENTENAIRE: lançado em comemoração ao centenário da House of Grand Marnier, este excepcional licor é uma mistura balanceada entre essência de laranja e raros conhaques, envelhecidos 25 anos, originários de duas áreas de prestígio na região de Cognac: Petite e Grande Champagne. Uma garrafa custa em média US$ 145.
CUVÉE SPECIALE DU CENT CINQUANTENAIRE: o licor mais sofisticado da marca GRAND MARNIER, criado em comemoração aos 150 da destilaria, é uma mistura de essência de laranjas tropicais com os melhores conhaques franceses, alguns deles envelhecidos por mais de 50 anos. Custando em média US$ 220 a garrafa, é conhecido pelo tradicional slogan “Hard to find, impossible to pronounce, and prohibitively expensive” (Raro de se achar, impossível de se pronunciar, e proibitivamente caro).


As garrafas em edições limitadas
A tradicional garrafa de GRAND MARNIER, com formato de alambique, brasão da família Marnier, fita vermelha e rótulo escrito em letras góticas, quase não sofreu alterações desde que foi criada em 1880. Mas isso não significa que a garrafa não possa assumir um papel de uma poderosa ferramenta de marketing, ganhando através das edições limitadas, roupagens modernas e provocantes. E isto começou em 1927 quando Louis-Alexander resolveu decorar a mão algumas garrafas do tradicional licor (garrafa azul com detalhes dourados) para comemorar o centenário da destilaria. A tradição seria retomada somente em 2003 com o lançamento da garrafa PICTOGRAMA (decorada com pictogramas coloridos que simbolizavam as diferentes formas de apreciar o delicioso licor). O sucesso fez com que a marca lançasse uma garrafa de edição limitada por ano: 2004 (ROJO y PLATA – decorada com uma roupagem barroca que mesclava o clássico e o efêmero), 2005 (FRENCH TOUCH – envolta em um tecido que misturava o estilo retro ao moderno recriando o classicismo francês), 2006 (ESPÍRITU DE VERSALLES – que recriava o espírito de Versalhes), 2007 (LOUNGE – a garrafa ganhou uma capa de veludo vermelha com o rótulo em prateado), 2008 (COSY – envolta em uma estola de pele vermelha), 2009 (IRRESISTIBLE – com toda garrafa em vermelho brilhante), 2010 (RUBY - inspirada no período da criação da marca trazia a tradicional garrafa em preto envernizado com destaque para uma pedra vermelha lapidada que ocupava o espaço destinado ao brasão da família Marnier, e que remetia a um pingente de rubi) e 2011 (RED RIBBON - toda branca envernizada e estampada com uma fita vermelha que circundava partes da garrafa de maneira não convencional e elegante).


Podendo ser utilizado tanto na elaboração de drinques e sobremesas quanto degustado puro como digestivo ou com gelo, o GRAND MARNIER é a prova de que um grande clássico permanece inabalável mesmo com reinterpretações de suas garrafas.


Os slogans
Live the Grand Life. (2003)
It changes everything. (2001)
Spiked with oranges from the French West Indies. (1999)
There Are Still Places on Earth Where Grand Marnier Isn’t Offered After Dinner.


Dados corporativos
● Origem: França
● Lançamento: 1880
● Criador: Louis Alexandre Marnier-Lapostolle
● Sede mundial: Paris, França
● Proprietário da marca: Société des Produits Marnier-Lapostolle AS
● Capital aberto: Não
● Chairman & CEO: Jacques Marnier-Lapostolle
● Faturamento: €100 milhões (2011)
● Lucro: Não divulgado
● Presença global: 150 países
● Presença no Brasil: Sim
● Funcionários: 443
● Segmento: Bebidas alcoólicas
● Principais produtos: Licores
● Concorrentes diretos: Cointreau, Bénédictine e Marie Brizard Grand Orange
● Ícones: A fita vermelha em sua garrafa
● Slogan: It changes everything.
● Website: www.grand-marnier.com

A marca no mundo
Hoje em dia o licor GRAND MARNIER, cuja empresa produtora é administrada pela sexta geração da família Marnier Lapostolles, é comercializado em mais de 150 países ao redor do mundo, vendendo uma garrafa a cada dois segundos. Nos últimos 25 anos o GRAND MARNIER tem sido o licor mais exportado da França e líder em sua categoria.

Você sabia?
A essência cítrica de GRAND MARNIER provém da Citrus Bigaradia, uma laranja exótica originária do Caribe, onde a empresa mantém plantação própria.


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).

Última atualização em 16/7/2012

Um comentário:

Anônimo disse...

Procuro informação sobre «cuveé» especial lançado para celebrar o casamento de Carlos de Inglaterra com Lady Di. O rótulo é azul com a frase: Royal Celebration, 29th July 1981.
O meu e-mail: zezenic@hotmail.com

Obrigado.