10.5.06

MOTOROLA


Nenhuma outra marca representa mais a telefonia celular do que a americana MOTOROLA. Isso mesmo, americana, e não japonesa como muitos pensam. Com uma imagem jovem e comunicação moderna, a MOTOROLA se tornou sinônimo de comunicação. Comunicar, dividir, criar e divertir, quer seja com voz, texto, imagem, música e vídeo, só é possível atualmente, em grande parte graças a MOTOROLA.

A história
A empresa foi fundada pelos irmãos Paul e Joseph Galvin com a razão social de Galvin Manufacturing Corporation na cidade de Chicago em 25 de setembro de 1928, tendo apenas cinco empregados. Tudo começou com um produto chamado eliminador de pilhas. O dispositivo permitia que os rádios a pilha funcionassem conectados à corrente elétrica residencial padrão. O primeiro sucesso comercial da empresa aconteceu somente em 1930 com o lançamento de um rádio para automóvel, prático e de preço acessível. Paul criou o nome da marca do rádio automotivo (MOTOROLA), unindo as palavras “motor” (em alusão á movimento) e “ola” (como referência ao som, como em vitrola, por exemplo). Dessa forma, a marca MOTOROLA remetia à ideia de som em movimento. Nome perfeito para o novo produto. E também para o que ainda estaria por vir. Ainda nos anos 30 outros produtos foram colocados no mercado, sempre com inovações importantes.


Durante esse período a empresa ingressou no mercado de rádios domésticos e começou a fornecer o primeiro sistema de “rádio patrulha” (chamado de Motorola Police Cruiser), um rádio AM que era ajustado em uma só frequência para receber transmissões da polícia, em 1936. Foi nos anos 40 que a empresa ganhou maior impulso com o lançamento de uma série de novos produtos como o primeiro rádio portátil bidirecional destinado ao Exército dos Estados Unidos, que se tornou um ícone das frentes de batalha na Segunda Guerra Mundial; e o primeiro sistema portátil bidirecional de radiocomunicação em FM, o famoso Handie-Talkie, este último introduzido em 1943 e que muitos consideram o avô do celular. Pesando 15.9 quilos, o rádio walkie-talkie tinha alcance de 16 a 32 quilômetros. Pela vontade visionária de seus especialistas, no dia 2 de outubro de 1946, os equipamentos de comunicação da MOTOROLA transmitiram as primeiras ligações no novo serviço de radiotelefonia automotiva da Illinois Bell Telephone Company, em Chicago.


A marca MOTOROLA se tornou tão conhecida que, em 1947, a empresa decidiu mudar o nome, passando a denominar-se Motorola Inc. A semente de toda competência da empresa em microeletrônica foi lançada em 1949, quando Dan Noble criou o centro de pesquisa e desenvolvimento na cidade de Phoenix, estado americano do Arizona, destinado à explorar o potencial do transistor, cuja invenção havia sido anunciada um ano antes. Em 1955 a empresa revolucionaria o setor de comunicações com o lançamento do Pager no mercado. Em 1958, a MOTOROLA lançou o Motrac, o primeiro rádio bidirecional veicular do mundo com receptor e fornecimento de energia totalmente transistorizado. Seu baixo consumo de energia permitia que o rádio funcionasse sem precisar ligar o motor do veículo. Era uma inovação e tanto para a época. Pouco depois, em 1959, a grande sensação do mercado de eletrônica de consumo seria o lançamento do primeiro rádio portátil de bolso totalmente transistorizado, batizado de X11. Na década de 1960, sob o comando de Robert Gavin, filho do fundador, a MOTOROLA começou a expandir-se internacionalmente, focando-se no mercado de produtos eletrônicos para o consumidor final.


Foi nesta década que a empresa introduziu, em 1967, o primeiro televisor totalmente transistorizado da América, chamado Quasar. A marca ganhou destaque mundial quando um transponder (repetidor de radiofrequência) produzido pela empresa retransmitiu as primeiras palavras da Lua para a Terra em julho de 1969. O transponder a bordo do módulo lunar Apollo 11 transmitiu sinais de televisão, telemetria, rastreamento e comunicações por voz entre a Terra e a Lua. A fase mais importante da empresa teria início em 1973, quando apresentou um aparelho de comunicação móvel voltado para o consumo em massa: o telefone celular. Pouco depois, em 1977, foi colocado em teste um sistema radiotelefônico batizado de “celular”. O nome era uma homenagem às células de curto alcance do sistema. Isto culminaria, em 1983, depois de 15 anos de intensas pesquisas e investimentos de US$ 100 milhões no desenvolvimento da tecnologia móvel celular, com a comercialização do primeiro sistema de celular da empresa chamado DynaTech.


Nesta década a MOTOROLA se especializou na produção de telefones celulares, culminando com o lançamento de um dos produtos de maior sucesso nesse segmento, em 1996, quando introduziu no mercado o famoso telefone StarTAC, então menor e mais leve aparelho de celular do mundo. A MOTOROLA também participou ativamente da revolução nas comunicações com o primeiro padrão técnico de televisão de alta definição totalmente digital (HDTV), em 1990. Nesta década, a MOTOROLA também demonstrou o primeiro protótipo de telefone com sistema de celular digital em funcionamento do mundo usando o padrão GSM (Global System for Mobile Communications) em Hanover, Alemanha, no ano de 1991.


Em junho de 2000, a MOTOROLA e a Cisco Systems forneceram a primeira rede de celular comercial General Packet Radio Service (GPRS) do mundo para a BT Cellnet, no Reino Unido. O sistema também funcionou no primeiro telefone celular GPRS do mundo, o modelo Timeport P7389i da MOTOROLA. Desde então, a velocidade com que a MOTOROLA evoluiu na oferta de tecnologia de qualidade e inovações para seus clientes só acelerou. Em 2003, a empresa comemorou os 20 anos do primeiro telefone móvel comercial lançado no mercado com enorme sucesso. No dia 4 de janeiro de 2011 ocorreu a separação oficial da MOTOROLA em duas companhias com ações negociadas publicamente na Bolsa de Valores: MOTOROLA MOBILITY, focada em negócios com celulares, acessórios, tablets e decodificadores de TV; e MOTOROLA SOLUTIONS, focada em negócios que incluem escâner de código de barras, redes sem fio e rádios intercomunicadores. Apesar de atuarem como empresas separadas, as duas continuaram ostentando o mesmo nome (MOTOROLA) e partilhando direitos de autor e patentes. A divisão da tradicional empresa em duas ocorreu porque investidores há muito vinham pressionando pela separação da MOTOROLA, no interesse de optarem entre a área de celulares, que atravessa rápido crescimento, mas com desempenho volátil, e a área de soluções, que apresenta desempenho estável, mas muito mais lento.


A empresa também anunciou uma nova linha de aparelhos. Entre os produtos estavam vários smartphones Android capazes de se conectar com as redes de telefonia de quarta geração e o aguardado tablet Xoom, primeiro aparelho no mercado com uma versão do sistema operacional Android otimizada para o formato. Além disso, a marca desenvolveu para os aficionados por fitness, o MOTOACTV™, um revolucionário sistema que combina um personal trainer e um DJ em um único dispositivo extremamente leve. O aparelho registra e organiza informações de treinos (tempo, distância, velocidade, calorias queimadas) para que o usuário possa visualizar a evolução, além de memorizar músicas, criando playlists personalizados.


Em maio de 2012 o Google anunciou a compra da MOTOROLA MOBILITY, divisão da empresa americana responsável pela fabricação de celulares, por US$ 12.5 bilhões. Com a aquisição, o Google, que sempre foi uma empresa de software, passou a ser também um dos grandes fabricantes de hardware para celulares do mundo. Mas talvez a razão por trás da compra seja simples: com a MOTOROLA MOBILITY, o Google incorporou 17 mil patentes a seu portfólio atual que ainda é pequeno. Além disso, a aquisição permitiu ao gigante virtual controlar a fabricação de aparelhos que utilizam seu sistema operacional para smartphones Android. Rumores apontam que até o final de 2013, ou início do próximo ano, serão lançados os primeiros smartphones da MOTOROLA influenciados pelo padrão de qualidade Google. Isto significa telas flexíveis e materiais como cerâmica resistente. Além disso, os novos aparelhos integrariam avanços em reconhecimento de gestos – possivelmente tornando-o mais fácil de usar – e na câmera.


A linha do tempo
Cada fabricante de celular tem em seu portfólio aqueles modelos que fazem história e são verdadeiros campeões de vendas. Abaixo são citados alguns dos maiores sucessos comerciais da MOTOROLA.
1984
DynaTAC (Dynamic Total Area Coverage) 8000X, primeiro celular portátil a ser comercializado, iniciando a era da comunicação pessoal sem fio. O aparelho pesava 794 gramas, tinha capacidade para uma hora de conversação e oito de stand-by, além de display LED. Os consumidores ficaram tão impressionados com a ideia de estarem sempre acessíveis que as listas de espera chegavam aos milhares, mesmo com o preço inicial de US$ 3.995.
1989
MicroTAC, um celular dotado de flip, e que na época era o menor e mais leve telefone do mercado.
1996
StarTAC, o menor e mais leve celular do mundo na época, pesava apenas 88 gramas. Foi o maior sucesso comercial na história da empresa.
1999
L7089, primeiro telefone tri-banda GSM.
iDEN i1000 PLUS, primeiro aparelho que combinava telefone celular digital, rádio, Pager alfanumérico, microbrowser para Internet, e-mail, fax e mensagem de texto.
2001
V60, celular com flip e confeccionado em alumínio anodizado, que se transformou em acessório indispensável para os famosos de Hollywood.
2002
V70, um aparelho revolucionário com flip giratório, display inovador e fundo azul.
2003
A760, primeiro aparelho celular a unir o sistema operacional Linux com o software Java.
V600, um aparelho que pesava apenas 125g e se transformou em um marco na história da MOTOROLA.
2004
RAZR V3, um aparelho com design ultrafino e avançadas características como: reprodução de vídeo em MPEG4, tecnologia Bluetooth e câmera digital integrada. Um marco em termos de design, com apenas 13 mm de espessura, se tornou o aparelho dobrável mais fino do mundo. Estreou globalmente em Hong Kong. Inovador, o celular foi lançado em seguida nos Estados Unidos e virou sensação entre os consumidores. Desde seu lançamento o aparelho superou a marca de 60 milhões de unidades vendidas, ganhando destaque como um ícone de design global.
2005
PEBL, um aparelho ousado e moderno, com formato oval único e que podia ser aberto apenas com uma mão.
2006
MING, um celular inteligente com tela sensível ao toque, lançado primeiramente no continente asiático, que utilizava um software avançado de escrita à mão para reconhecer mais de dez mil caracteres manuscritos do alfabeto chinês.
2007
RAZR² V8, celular mais fino da marca na época, com apenas 11.9 mm de espessura, que contava com 2 GB de memória interna, display interno de 2,2 polegadas (com o dobro da resolução do RAZR tradicional), tela externa de 2 polegadas (dotada de comandos touchscreen no modo player) com um revestimento de vidro quimicamente endurecido, o que o tornava mais resistente a riscos. Na parte de trás, o acabamento era emborrachado (tipo soft-touch).
RIZR Z3, primeiro celular slider (com abertura deslizante) da marca. O modelo possuía câmera de 2.0 megapixels com excelente definição, mp3 player, bluetooth 2.0, comando por voz e muito mais recursos de última geração. O modelo era completo para usuários que exigiam ter nas palmas das mãos tecnologia e diversão.
2008
AURA, uma grande evolução do antigo modelo v70. O maior chamariz do aparelho era o visor arredondado ou circular com 16 milhões de cores e resolução de 300dpi dentro de uma lente “protegida contra risco”. O telefone ainda oferecia sistema de roldanas com 130 dentes, fazendo com que a abertura do aparelho fosse macia e funcional. Sem contar que o aparelho era quase totalmente feito com uma mistura de aço, fibra de carbono e outros componentes.
MOTOTASK A1200e, um smartphone com design super moderno, equipado com tela LCD sensível ao toque de 320×240 pixels, plataforma EDGE, navegador de internet, memória interna de 8Mb e slot para cartão de memória de até 1Gb.
2009
DEXT, primeiro aparelho celular com funcionalidades que unificam as redes sociais através do exclusivo MOTOBLUR, primeira e única solução a sincronizar contatos, postagens, mensagens, fotos e muito mais. O aparelho possuía um teclado QWERTY em formato slider (deslizante), tela sensível ao toque de alta resolução, navegador HTML, velocidade 3G e Wi-Fi.
MILESTONE, primeiro aparelho celular com o sistema do Google na versão 2.0, que se destacava pela velocidade e pela imensa tela de 3,7 polegadas. O modelo foi batizado nos Estados Unidos como DROID.
MOTOCUBO A45 eco, celular quadrado produzido com componentes reciclados com teclado QWERTY deslizante (slider) e pensado para os jovens internautas, por oferecer uma experiência de conexão às redes sociais. O celular vinha com aplicativos que permitiam acessar facilmente redes sociais o tempo todo, independentemente de onde o usuário estivesse.
2010
FLIPOUT™, um smartphone elegante e compacto, tão único quanto a personalidade de seus usuários. O modelo contava com o sistema operacional Android™ 2.1 e possuía design inovador em formato de um cubo giratório, que revelava um teclado QWERTY de cinco linhas, uma das quais, exclusiva para as teclas numéricas, facilitando assim a digitação.
DEFY, um smartphone baseado no sistema operacional Android™ 2.1, resistente a água, poeira, riscos, choques e quedas, que possuía calendários, contatos, comunicador instantâneo, localizador e uma seleção completa de avançados aplicativos.
2012
MOTOGO!™ Slim, celular com teclado QWERTY que oferece a facilidade de acoplar três cartões SIM, para que o consumidor possa economizar e garantir as melhores taxas de cada operadora.
RAZR i, primeiro smartphone Android com processador desenvolvido pela Intel. O aparelho tem tela de 4,3 polegadas com resolução de 540x960 pixels, 1 GB de RAM, 8 GB para armazenamento interno e corpo revestido com fibra de Kevlar. O aparelho ainda conta com uma bateria de longa.


A revolução na palma da mão
Hoje em dia, a MOTOROLA não fabrica apenas aparelhos celulares e acessórios, mas também desenvolve aplicativos, como por exemplo, o SMARTACTIONS™, capaz de gerenciar tarefas (capacidade de bateria, por exemplo) para que os usuários tenham menos com o que se preocupar; e o MotoCast™, que permite ao usuário sincronizar arquivar e acessar os arquivos armazenados no computador de casa por meio do smartphone, tablet ou outro computador. Assitir TV, falar, escrever texto, enviar e-mail e navegar na internet. A MOTOROLA está colocando as pessoas no centro de tudo. Por isso a empresa continua criando aparelhos mais poderosos que permitem que as pessoas possam fazer cada vez mais.


A evolução visual
Ao longo de sua história a MOTOROLA modificou seu logotipo algumas vezes. As mudanças mais acentuadas foram à inserção de um “M” estilizado junto ao nome em junho de 1955 e adoção da coloração azul.


No início de janeiro de 2011, com a separação da MOTOROLA em duas empresas independentes, ocorreu também o lançamento das novas identidades visuais. A MOTOROLA MOBILITY manteve o tradicional logotipo, só que adotou a cor vermelha. Já a MOTOROLA SOLUTIONS manteve o antigo logotipo na sua tradicional cor azul.


Com a aquisição da MOTOROLA MOBILITY pelo Google em 2012, recentemente, no final de junho de 2013, a empresa apresentou sua nova identidade visual. A empresa trocou a fonte de letra do logotipo, tradicionalmente em negrito e itálico, para uma mais leve e totalmente em caixa baixa. Além disso, o círculo em volta do “M” estilizado, símbolo da marca, deixou de ser totalmente preenchido com cores para se tornar apenas uma circunferência colorida, lembrando as cores do Google. O novo logotipo também faz referência ao Google na parte inferior, onde aparece a frase: “a Google company” (“Uma empresa do Google”). A identidade visual da marca também possui uma versão onde o círculo é totalmente preenchido com a cor roxa.


Os slogans
A MOTOROLA utilizou vários slogans no decorrer de sua história. Alguns deles se tornaram populares como “What You Never Thought Possible”, “Seamless mobility”, “Inteligence Everywhere” (introduzido em 2001) e mais recentemente “Hello Moto”, que virou um jargão popular.


Em 2011, a divisão de celulares, conhecida agora como MOTOROLA MOBILITY, adotou um novo slogan: LIFE. “M” POWERED.


Dados corporativos
● Origem: Estados Unidos
● Fundação: 25 de setembro de 1928
● Fundador: Paul e Joe Galvin
● Sede mundial: Libertyville, Illinois
● Proprietário da marca: Google, Inc.
● Capital aberto: Não (subsidiária)
● CEO: Dennis Woodside (Motorola Mobility)
● Faturamento: US$ 8 bilhões (estimado)
● Lucro: Não divulgado
● Presença global: + 100 países
● Presença no Brasil: Sim
● Funcionários: 15.100 (Motorola Mobility)
● Segmento: Comunicação
● Principais produtos: Telefones celulares, acessórios e tablets
● Concorrentes diretos: Sony, Nokia, Samsumg, LG, HTC e Apple
● Ícones: O M estilizado do logotipo
● Slogan: A Google company.
● Website: www.motorola.com.br

A marca no mundo
A partir de 2011 existem duas empresas distintas sob o mesmo nome: MOTOROLA MOBILITY (celulares), uma subsidiária integral do Google, e MOTOROLA SOLUTIONS (soluções de negócios e serviços para empresas e governos). Com mais de 15 mil funcionários, 17 mil patentes, a MOTOROLA MOBILITY comercializa seus produtos em mais de 100 países ao redor do mundo, com um faturamento global estimado superior a US$ 8.5 bilhões. A MOTOROLA MOBILITY está entre as maiores empresas produtoras de telefones celulares do mundo, vendendo globalmente mais de 33.9 milhões de aparelhos (dados/2012). Além disso, oferece uma linha de fantásticos tablets, fones de ouvido handsfree com qualidade de áudio cristalina e acessórios inovadores que permitem que os usuários desfrutem ao máximo da vida onde quer que estejam.

Você sabia?
Com a divisão da empresa em duas, a MOTOROLA MOBILITY passou a ter sede mundial em Libertyville, estado do Illinois; enquanto a MOTOROLA SOLUTIONS ficou localizada na antiga sede em Schaumburg, estado do Illinois.


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Isto é Dinheiro), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Mundo Marketing), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).

Última atualização em 4/7/2013

4 comentários:

Christyan Yury Da Silva Moreira disse...

A MOTOROLA é uma empresa sensacionalmente boa sou muito fan dela já tive os principais modelos mais vendidos da MOTOROLA como o DynaTAC, Star Tac, V3, U6, e agora com o V8 sempre tive aparelho da MOTOROLA e eu sempre vou ter, olha uma empresa como ela vai autrapassar a Aple com o seu iPhone facilmente, alem de desgne e inovação nos seus produtos a MOTOROLA é original não imita o Desgne como as outras marcas por ai como a Lg com o black Zafira imitação do V3, a todos da MOTOROLA inc. meus agradecimentos pela a empresa ter ezistido e sempre vai ser a melhor inovando cada vez mais, Um beijo e um abraço à todos da MOTOROLA...
Atensiosamente Yury
ka.sino@hotmail.com

VIPMIT disse...

Depois que nasceu a Sony Ericsson não tem mais monopólio da motorola em designer de aparelhos,porque a Sony Ericsson sempre teve os melhores designs
em cada detalhe dos produtos e a qualidade Sony junto a Ericsson Mobile, extremamente inigualável.

Anônimo disse...

Eu descobri a pouco tempo q a Motorola era americana! esse blog eh excelente... ah e a Motorola é muito melhor q a sonyericsson, ja tive 2x2 de cada e os da sonyer. deram problemas

Anônimo disse...

A melhor empresa de Jaguariúna para trabalhar.