7.8.08

McCAFÉ


Quem não gosta de um café ou chá depois das refeições? E de um brownie quentinho com chocolate quente no meio da tarde? Tudo sempre fresquinho, gostoso e sem perder tempo. O McCAFÉ é o lugar ideal para um breve relaxamento nos dias agitados de hoje. Além do conforto e do atendimento especial, é oferecida toda a conveniência da tecnologia sem fio e acesso à informação por meio de jornais e revistas, o que torna mais especial o hábito de tomar um gostoso café espresso e saborear doces deliciosos. 

A história 
No começo da década de 1990, a rede de alimentação rápida McDonald’s começou a perceber que em muitos países, o hábito de tomar café espresso em cafeterias, com ambientes aconchegantes, estava se tornando uma nova experiência, acompanhada de tantos outros produtos deliciosos. Foi então que o colosso americano resolveu ingressar neste lucrativo segmento de mercado por uma razão muito forte: as margens de lucros com cafés e derivados eram maiores do que as obtidas com os sanduíches. O conceito do McCAFÉ foi criado por uma franqueada local da rede, Ann Brown, em 1993 do outro lado do mundo, na cidade de Melbourne, na Austrália, com a proposta de oferecer aos consumidores habituais novos produtos e serviços no ambiente dos restaurantes da rede de alimentação rápida McDonald’s, valorizando ainda mais a experiência dos consumidores no local.


Inspirado nos tradicionais cafés europeus (lembrando mais um bistrô) era um ambiente diferenciado, moderno e acolhedor, com decoração arrojada, que pretendia atrair um público mais velho que o dos restaurantes tradicionais da rede. Ocupava áreas anexas aos restaurantes da rede, mas com identidade própria. Além de cafés quentes e gelados, sodas italianas, chás, chocolates, oferecia um cardápio requintado e com opções variadas a qualquer hora do dia, como por exemplo, croissants, sobremesas, deliciosos brownies e salgados. Em 1995 a empresa começou a testar o novo conceito em alguns países da Europa como Portugal.


No Brasil, o primeiro McCAFÉ foi inaugurado em São Paulo, na Avenida Paulista, em agosto de 2000. Em uma década de Brasil as unidades passaram de três para mais de 60, comprovando o enorme sucesso das cafeterias no mercado brasileiro. Somente em maio de 2001 este conceito foi implantado nos Estados Unidos, com a inauguração da primeira loja no dia 21 de maio na cidade de Chicago, estado de Illinois. Apesar dos Estados Unidos ser o maior e mais importante mercado para a rede, as unidades do McCAFÉ encontraram incrível dificuldade para se firmar no país em virtude da agressiva concorrência da rede Starbucks e acabaram fechando. Apesar das dificuldades no mercado americano, no ano seguinte o McCAFÉ já estava presente em 13 países, e, em 2003, contava com mais de 600 lojas espalhadas pelo mundo. Nos anos seguintes outras unidades foram inauguradas e muitos países ganharam a novidade. O cardápio também foi renovado com novas delícias, muitas delas sazonais.


Em 2007, a rede ingressou no cobiçado mercado japonês, e, no ano seguinte, inaugurou suas primeiras unidades na África do Sul e Espanha. Em 2009, a rede McDonald’s inseriu em seu cardápio regular nos Estados Unidos a linha de cafés e derivados McCAFÉ (incluindo lattes, cappuccinos e mochas), atestando assim o sucesso da marca. É importante ressaltar que no mercado americano não existem lojas físicas do McCAFÉ. Em 2010, a rede acrescentou ao seu cardápio smoothies de frutas. Em 2013, além de inaugurar sua primeira unidade na Índia, a rede anunciou uma parceria com a Kraft Foods Group para vender cafés embalados (grão e moído) e em cápsulas de dose única para uso em máquinas automáticas com a marca McCAFÉ em supermercados nos Estados Unidos.


Mais recentemente, no Brasil, a rede começou a experimentar um novo formato de loja chamada McCAFÉ EXPRESSO, que oferece alguns dos principais produtos do requintado cardápio do McCAFÉ, em espaços reduzidos, mas com a mesma qualidade e atendimento de primeira. Apesar da dificuldade encontrada no mercado americano, o sucesso pelo mundo foi tanto que atualmente o McCAFÉ é a segunda maior rede de cafeterias do planeta.


As lojas 
Todas as suas lojas com ambiente moderno, acolhedor e intimista são localizadas em áreas anexas aos restaurantes da rede McDonald’s. As unidades são frequentadas por um público bastante amplo, desde mulheres que queiram se reunir com amigas, famílias e executivos que utilizam a cafeteria para pequenas reuniões ou para acessar internet sem fio – disponível em quase todas as lojas da rede. Muitas unidades ainda oferecem acesso jornais e revistas para uma leitura relaxante enquanto os clientes degustam os produtos. A decoração é o oposto da rede de alimentação rápida: tons pastel, iluminação indireta e móveis de madeira passam uma sensação de tranquilidade e aconchego.


O cardápio do McCAFÉ, além do café tipo gourmet, produzido com grãos 100% do tipo arábico, considerado um dos mais nobres do mundo, e das bebidas compostas a partir do produto, como cappuccinos, café gelados e frappés, oferece uma grande variedade de itens preparados com exclusividade, com opções de bebidas, salgados (tortas e croissants), doces (cheesecake, brownies, muffins e cookies) e bebidas geladas (sodas italianas e smoothies). O cardápio brasileiro conta com algumas exclusividades como o pão de queijo, as bebidas quentes Chocolachic e Submarino (bebida quente com barra de chocolate meio amargo derretido), muffins de fubá com recheio de goiabada e os doces Cone de Iogurte com Frutas, Cone de Gianduia, Tiramissu e Quadrado de Maracujá.


A evolução visual 
A identidade visual da marca ao longo dos anos passou por pequenas alterações, imperceptíveis aos olhos de consumidores mais desatentos. Mas basta perceber a perna da letra M e o primeiro C para as alterações ficarem mais claras.


Dados corporativos 
● Origem: Estados Unidos 
● Lançamento: 1993 
● Criador: McDonald’s Corporation 
● Sede mundial: Oak Brook, Illinois 
● Proprietário da marca: McDonald’s Corporation 
● Capital aberto: Não 
● CEO & Presidente: Donald Thompson 
● Faturamento: Não divulgado 
● Lucro: Não divulgado 
● Lojas: 3.000 
● Presença global: 40 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Maiores mercados: Estados Unidos, Austrália, Alemanha e Portugal 
● Funcionários: 30.000 
● Segmento: Cafeterias 
● Principais produtos: Cafés e derivados, bolos e refrescos 
● Concorrentes diretos: Starbucks, Dunkin Donuts, Caribou Coffee, Tim Hortons e Fran’s Café (Brasil) 
● Slogan: McCafé Your Day. 
● Website: www.mcdonalds.com 

A marca no mundo 
Atualmente são 3.000 cafeterias espalhadas por mais de 40 países em todos os continentes. Na América Latina são mais de 400 unidades, distribuídas por Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai, Venezuela, Costa Rica, Panamá e México, e na Europa mais de 800, localizadas principalmente na Alemanha e Portugal. A Austrália também é outro importante mercado para a rede, onde a maior parte das lojas conta com um McCAFÉ, algumas das quais registraram aumento de mais de 60% na receita após a adoção do cardápio e do “visual” cafeteria. Já nos Estados Unidos, McCAFÉ é apenas uma marca de café (não existem lojas físicas) comercializadas em inúmeras unidades da rede McDonald’s e supermercados (cafés embalados e cápsulas indivuduais). 

Você sabia? 
O lucro de cada unidade McCAFÉ, segunda maior rede de cafeterias do mundo, é geralmente 15% maior que os das lojas tradicionais da rede. 
Na Tasmânia existe um McCAFÉ instalado em todas as lojas Mcdonald’s. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, BusinessWeek, Isto é Dinheiro, Época Negócios e Exame), jornais (Valor Econômico e Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Mundo Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 7/5/2014

2 comentários:

Nino disse...

ta da hora o seu blog ...mas ta muito grande a pagina da um geito ai vai

Sara Letícia disse...

Olá, sou estudante de Marketing e adorei o seu blog.. Já trabalhei no McCafé e é sem dúvida um dos lugares mais agradáveis que existe, o espaço é sofisticado, tudo é muito organizado, sem contar que o público-alvo é mais centrado em pessoas com gosto mais requintado, um nível de renda melhor do que a rede de lanchonetes que recebe todos os dias pessoas de todas as classes sociais, pelo menos aqui no Rio de Janeiro é assim.
E mais uma vez parabéns pelo blog! :)