21.7.14

P.F. CHANG´S


Um chinês descolado. Ou pretensiosamente um bistrô chinês. Assim pode ser definido qualquer restaurante da rede P.F. CHANG’S, que traz a milenar cultura asiática e seus sabores diversos, por meio de uma experiência agradável de um jantar casual que une, em ambiente sofisticado e contemporâneo, cozinha de qualidade e serviço primoroso a preços acessíveis. 

A história 
Tudo começou com Philip Chiang, que nasceu em Xangai e cresceu em Tóquio, antes de se mudar para San Francisco, na Califórnia, instalando-se no tradicional bairro de Chinatown. Na década de 1960 sua mãe, Cecilia Chiang, inaugurou o The Mandarin, um dos primeiros restaurantes do país a servir comida chinesa de várias regiões. Após graduar-se na conceituada Art Center College of Design em Los Angeles, ele comandou o The Mandarin por muitos anos antes de abrir um restaurante de conceito distinto chamado The Mandarette na badalada Hollywood. Menor e mais acessível, o restaurante servia comida asiática tradicional com um toque moderno e se tornou um sucesso atraindo a atenção do cliente e empresário Paul Fleming, que também atuava no segmento de alimentação. Finalmente em 1992, Chiang aceitou um trabalho de consultoria no restaurante chinês que Fleming tinha recém adquirido na cidade de Scottsdale, estado do Arizona. Um ano depois, exatamente no dia 20 de julho de 1993, a dupla inaugurou o primeiro P.F. CHANG’S CHINA BISTRO em um popular centro de compras da cidade. As iniciais P.F. eram de Paul Fleming e Chang’s uma forma modificada do sobrenome de Philip. O restaurante, com capacidade para 175 clientes, vivia lotado e com enormes filas.


O P.F. CHANG’S apresentava uma mistura de cozinha de alta qualidade, com inspiração asiática e hospitalidade americana em um ambiente sofisticado e contemporâneo. O restaurante oferecia um cardápio inovador preparado na hora e uma abordagem atenta a qualidade de serviço. O novo restaurante oferecia em seu cardápio pratos inspirados na vibrante culinária asiática contemporânea, com grande inspiração chinesa e nas variáveis das cozinhas de outras regiões, preparados com o uso da técnica milenar da wok, utilizando sempre ingredientes frescos e uma combinação de sabores diferentes. Como Chang era formado em artes, havia uma grande preocupação com a apresentação visual de cada prato, que se tornou uma das marcas registradas do restaurante. Em geral os pratos possuíam um equilíbrio entre sabor, textura, cor e aroma, para proporcionar uma ótima experiência gastronômica aos consumidores. E como é comum na tradição chinesa, muitos dos pratos eram formulados para irem ao centro da mesa e compartilhados.


Rapidamente o P.F. CHANG’S conquistou fiéis consumidores, incluindo várias celebridades e, até 1996, mais três unidades foram inauguradas nos estado da Califórnia. O enorme sucesso da rede podia ser creditado, em parte, a pratos como o Famous Chicken Lettuce Wraps (uma combinação de frango com cogumelos, cebolinha e castanha-de-água servida com alface fresca, cujo cliente preparava manualmente o próprio wrap), o Mongolian Beef (receita típica da Mongólia que trazia fatias de carne caramelizadas com molho à base de shoyu, alho e cebolinha), o Orange Peel Shrimp (camarões preparados com molho levemente picante e servidos com gomos de laranja e brotos), o Moo Goo Gai Pan (camarões e lâminas de frango cozidos em caldo de vegetais servidos com cogumelos, acelga japonesa e cenoura) e a sopa Chang’s Chicken Noodle Soup (cuja versão desenvolvida por Philip Chiang para esta clássica receita asiática trazia cogumelos shitake frescos, tomates-uva, macarrão tailandês e folhas de coentro em delicioso caldo de frango).


A rede também se tornou popular pelos fortes elementos da cultura chinesa, como por exemplo, os enormes cavalos de terracota com 3 metros de altura instalados na entrada das unidades, um símbolo de proteção que remete à antiga cidade de Xi’an (os originais foram desenterrados da tumba do imperador Qin em 3. a.C.) e os guerreiros, também de terracota, que decoravam o interior dos restaurantes e representavam um símbolo de força e longevidade. Hoje em dia esses dois elementos são encontrados em todas as unidades da rede espalhadas pelo mundo.


Depois de se estabelecer durante a década de 1990 no mercado americano com unidades instaladas em várias importantes cidades do país como Las Vegas, Houston, Denver, New Orleans, Nova York, Chicago e Atlanta, em 2009 a rede iniciou sua expansão internacional com a inauguração de um restaurante na Cidade do México. Nos dois anos seguintes inaugurou restaurantes no Canadá, Kuwait, Emirados Árabes Unidos e, em 2011, desembarcou na América do Sul, ingressando em mercados como Chile, Colômbia e Argentina. Além disso, em 2010, a rede resolveu estender sua marca para produtos de varejo com o lançamento, inicialmente sob licença da Unilever, da linha “P.F. Chang’s Home Menu”, composta por comidas e aperitivos congelados de alguns itens do seu cardápio.


Sucesso há mais de duas décadas nos Estados Unidos, a rede P.F. CHANG’S desembarcou no Rio de Janeiro em julho de 2014 com a inauguração de um restaurante na Barra da Tijuca com capacidade para atender 320 clientes. A unidade carioca segue o padrão internacional da rede para decoração, combinando um ambiente cenográfico (as tradicionais réplicas em terracota de cavalos e guerreiros de Xian, mural panorâmico chinês pintado à mão e o simpático Gato da Sorte, conhecido como Manekineko), atendimento, valorização dos ingredientes e modo de preparo de cada receita. O cardápio é vasto: são 70 pratos, boa parte quente, preparados nos tradicionais woks, com muitas opções sem glúten e vegetarianas. Pouco depois, outra unidade foi inaugurada em São Paulo, instalada na Av. Pres. Juscelino Kubitschek.


Hoje em dia tanto o cardápio como os ingredientes utilizados pela rede se mantém muito fiéis aos padrões internacionais. As adaptações são feitas em cada país mais aplicadas aos temperos, para se adequar ao paladar local. Dependendo do país, o cardápio sofre algumas mudanças para oferecer itens diferentes e respeitar alguns hábitos culturais. Por exemplo, no Oriente Médio a rede não vende carne suína ou bebidas alcóolicas. Em Porto Rico, oferece um corte de carne local com toque asiático e no Brasil o cardápio inclui chope, caipirinhas e um prato que não consta no menu original: o Asian Marinated New York Steak, que apesar do nome, trata-se de um corte premium de contrafilé.


A evolução visual 
A identidade visual da marca passou por algumas modificações ao longo dos anos, apesar de sempre manter a mesma tipografia de letra. Mais recentemente a marca começou a utilizar um logotipo mais limpo e abreviado, apenas com o nome P.F. CHANG’S.


Os slogans 
Acknowledge The Craving. 
Ignite The Night. (2011, linha Home Menu) 
Chinese cuisine and American hospitality. 
We are really glad you are here and we will do everything we can to make you come back.


Dados corporativos 
● Origem: Estados Unidos 
● Fundação: 20 de julho de 1993 
● Fundador: Philip Chiang e Paul Fleming 
● Sede mundial: Scottsdale, Arizona 
● Proprietário da marca: P.F. Chang’s China Bistro, Inc. 
● Capital aberto: Não 
● CEO & Presidente: Richard Federico 
● Faturamento: US$ 1.5 bilhões (estimado) 
● Lucro: Não divulgado 
● Restaurantes: 256 
● Presença global: 15 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Funcionários: 26.000 
● Segmento: Restaurantes casuais 
● Principais produtos: Comida asiática (chinesa) 
● Concorrentes diretos: Benihana, Kona Grill, Pick Up Stix e Panda Express 
● Ícones: Os enormes cavalos de terracota na porta dos restaurantes 
● Slogan: Acknowledge The Craving. 
● Website: www.pfchangs.com.br 

A marca no mundo 
Hoje em dia a rede, que em julho de 2012 foi adquirida pela Centerbridge Partners, possui aproximadamente 260 restaurantes espelhados por 15 países como Estados Unidos, México, Argentina, Chile, Colômbia, Panamá, Costa Rica e Brasil. A P.F. CHANG’S é a maior rede de restaurantes causais de comida asiática do mercado americano. 

Você sabia? 
Na rede P.F. CHANG’S, os ingredientes são especialmente selecionados e chegam frescos diariamente aos restaurantes. 
Atualmente Chiang é consultor culinário, assegurando que o P.F. CHANG’S permaneça fiel à sua visão original de criar uma comida saborosa, que os clientes não podem obter em nenhum outro lugar. Ele também supervisiona o desenvolvimento de novos pratos e é responsável pelo cardápio atual. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek, Exame e Isto é Dinheiro), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 21/7/2014

Nenhum comentário: