20.5.14

OPEN ENGLISH


Na OPEN ENGLISH é possível fazer aulas de inglês a qualquer hora, em qualquer lugar. Basta para isso estar conectado à internet. Afinal, sua principal missão é reinventar a maneira de aprender inglês, utilizando para isso a tecnologia como principal ferramenta para eliminar as barreiras impostas pelos métodos de ensino tradicionais. 

A história 
Tudo começou com o venezuelano Andrés Moreno. Filho de diplomata, ele viveu em nove países, dentre os quais Estados Unidos, Eslovênia, Chile e Peru. Teve que aprender a assimilar idiomas rapidamente. Ao invés de seguir a carreira do pai, Moreno optou por estudar engenharia mecânica na tradicional Universidade Simón Bolívar, na cidade de Caracas. Em 2003, aos 22 anos, ele largou a faculdade de engenharia, a poucos meses da formatura, para abrir uma empresa especializada em ensinar inglês one-on-one a executivos latino-americanos de grandes multinacionais, como por exemplo, Procter & Gamble, Sun Microsystems e Cargill. Através dessa experiência, começou a identificar as falhas dos métodos tradicionais e após mais de 35 mil horas de aulas dadas por sua escola, decidiu que era preciso reinventar a maneira de aprender inglês.


Em 2006, junto com seu ex-colega de faculdade, Wilmer Sarmiento, ele começou a estabelecer as bases de uma nova empresa que iria oferecer a comodidade de aprender inglês online em qualquer lugar, a qualquer hora e com acesso a professores cujo idioma nativo fosse o inglês. Enquanto Sarmiento permaneceu na Venezuela criando a versão Beta da OPEN ENGLISH juntamente com um grupo de programadores experientes, Moreno foi até a Califórnia a procura de investidores interessados em financiar a nova empresa. E foi justamente lá que ele conheceu Nicolette Rankin, que viria a se tornar sua sócia e esposa. Juntos, eles conseguiram arrecadar o capital inicial para criar o programa e desenvolver a plataforma de aprendizagem. O primeiro cheque, de US$ 50.000, foi conseguido em uma igreja de Los Angeles frequentada por milionários. Em pouco tempo ele conseguiu levantar US$ 2 milhões.


Finalmente em 2008 a empresa foi lançada comercialmente na Venezuela. A OPEN ENGLISH apresentava um conteúdo multimídia interessante e um sistema que promovia a interação humana com orientadores e professores dispostos a ajudar o aluno a alcançar seu objetivo. Isso é, falar um inglês fluente e aumentar suas oportunidades de sucesso. Depois do enorme sucesso na Venezuela, em 2010, o serviço foi lançado no restante da América Latina e nos Estados Unidos, para onde ele mudou a empresa, primeiramente para a Califórnia e posteriormente para Flórida. Graças ao seu sucesso, a OPEN ENGLISH cada vez mais atraiu financiamentos de grandes empresas americanas de investimento. Grande parte deste sucesso foi oferecer um serviço que se tornou viável na América Latina com o aumento da banda larga na região. A escola online funciona 24 horas, sete dias na semana, com aulas dadas por professores americanos que moram nos Estados Unidos ou no exterior. As classes virtuais são formadas a cada início de hora com quatro alunos, em média. A parte mais sofisticada da tecnologia entra na formação dessas classes. É tudo feito rapidamente, com base em um banco de dados. Assim, o sistema agrupa os alunos com perfis semelhantes e envia os relatórios ao professor.


Em novembro de 2011, a OPEN ENGLISH abriu as suas portas, ou melhor, as páginas, para o mercado brasileiro. Para divulgação, a empresa concentrou seus esforços de comunicação principalmente em mídia televisiva, tal como ocorreu no ano de seu lançamento. Somente em seu primeiro ano de atuação no Brasil, a empresa conquistou mais de 10 mil alunos. Esse sucesso facilitou a captação de mais US$ 65 milhões, que foram aplicados em aprimoramento tecnológico (que permita um ensino excelente e um atendimento pessoal extraordinário) e na expansão internacional da OPEN ENGLISH, o que resultou recentemente o lançamento do serviço na Espanha.


Um dos motivos de sucesso da OPEN ENGLISH é o constante e pesado investimento em comunicação na televisão, especialmente em canais a cabo. Em todos os mercados onde anuncia a fórmula para os filmes é a mesma: um aluno bem-sucedido tenta convencer outro atrapalhado a fazer um curso de inglês online. Nos inúmeros comerciais da marca, o próprio Andrés Moreno (foto abaixo) interpreta o papel de um jovem profissional que está matriculado nas aulas da OPEN ENGLISH, zombando de um aluno frustrado e ingênuo que não conseguiu aprender a língua. Desde quando a empresa começou a anunciar, ele foi o rosto principal da campanha para 20 países da América Latina, excluído o Brasil, pela sua ascendência hispânica. No Brasil as campanhas são protagonizadas pelo ator e roteirista Paulo Gustavo (cujo estereótipo se parece com Andrés). Moreno, também conhecido como “Calvito”, se tornou uma simbólica celebridade nos países de língua hispânica. Além disso, Nicolette Moreno, mulher do fundador e CPO (Chief Product Officer) – diretora de produto - da empresa, faz o papel da professora nos comerciais de TV, a conhecida Jenny da Califórnia, que fala a popular tagline da marca “Professores americanos, 24 horas por dia”.


A evolução visual 
A identidade visual da marca passou por apenas uma grande modificação. A mudança aconteceu recentemente: foi adotada uma nova tipografia de letra, o nome passou a ser escrito todo em preto e uma tela de computador estilizada em azul foi introduzida (já que a empresa oferece curso de inglês online).


Dados corporativos 
● Origem: Venezuela 
● Fundação: 2006 
● Fundador: Andrés Moreno e Wilmer Sarmiento 
● Sede mundial: Coconut Grove, Miami, Flórida 
● Proprietário da marca: Open English LLC 
● Capital aberto: Não 
● CEO: Andrés Moreno 
● Faturamento: US$ 100 milhões (estimado) 
● Lucro: Não divulgado 
● Alunos: 100.000 
● Presença global: 40 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Funcionários: 2.000 
● Segmento: Escolas de idiomas 
● Principais produtos: Aulas de inglês online 
● Concorrentes diretos: Berlitz, Wall Street English, English Town, EZ­learn e Cultura Inglesa 
● Ícones: O próprio fundador da empresa que atua em comerciais da marca 
● Slogan: Professores americanos, 24 horas por dia. 
● Website: www.openenglish.com.br 

A marca no mundo 
Atualmente a OPEN ENGLISH, líder no ensino de inglês online na América Latina, atua em mais de 40 países, incluindo Colômbia, Venezuela, Peru, Chile, México, Equador, Argentina e Brasil, além do mercado hispânico radicado nos Estados Unidos e na Espanha, contando com mais de 100.000 alunos matriculados (dos quais 70 mil ativos e 20 mil deles no Brasil). A empresa possui escritórios em Miami, São Paulo, Bogotá, Caracas e Buenos Aires. 

Você sabia? 
Dos mais de 2.000 funcionários da empresa, aproximadamente 1.000 são professores. 
Desde 2008 a empresa já captou mais de US$ 160 milhões em capital de investimento para financiar sua expansão. Segundo especialistas a empresa está avaliada em US$ 350 milhões hoje em dia. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, BusinessWeek, Exame e Isto é Dinheiro), jornais (Valor Econômico e Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Mundo Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 20/5/2014

Nenhum comentário: