28.10.19

WEBMOTORS


Há quase 25 anos na estrada, foi a primeira startup brasileira a inovar na forma de comprar e vender carros e motos na internet. Paixão por veículos e por inovação. É essa a receita de sucesso da Webmotors, uma eficiente plataforma online para intermediar toda a negociação e garantir segurança a quem compra e a quem vende carros e motocicletas. Conectar pessoas às melhores condições e informações, e criar meios para que façam a melhor escolha na hora de comprar, vender e usar um veículo. Pioneiro e um dos mais importantes websites do segmento automobilístico no Brasil, a marca é reforçada pelo alcance e eficácia de seus serviços. 

A história 
Tudo começou com Sylvio Alves de Barros Netto, um administrador de empresas. A ideia para a concepção da Webmotors surgiu em meados da década de 1990 quando Sylvio ainda trabalhava na General Motors do Brasil e o mercado brasileiro de automóveis abria-se à mais de 40 marcas de montadoras inéditas, até então restrito à 5 opções. Sylvio era responsável por elaborar o catálogo de vendas e de treinamento para vendedores da montadora, e percebeu que, com a abertura comercial pela qual o Brasil passava, o número de carros no país crescia consideravelmente. Era impossível manter as informações atualizadas sobre todos os modelos de carros de forma manual. Ao buscar ferramentas que pudessem ajudá-lo, ele descobriu a internet, que ainda era algo muito distante do dia a dia dos brasileiros, e se interessou de imediato. Foi então que ele enxergou uma grande oportunidade de negócio. Muito mais do que uma ferramenta facilitadora, Sylvio viu na web a oportunidade de transformar o tradicional caderno de classificados automotivos - que os jornais publicavam aos domingos - em um site.


Com tudo isso em mente, em 1995 a Webmotors nasceu como o primeiro catálogo automobilístico brasileiro online. A nova empresa decidiu apostar na atmosfera digital para facilitar a compra e venda de veículos. Porém, muitas pessoas não acreditavam que essa ideia teria futuro, porque, na época, havia apenas 800 mil internautas no Brasil inteiro. Inicialmente foi bastante difícil lidar com a descrença das pessoas, o alto custo do desenvolvimento de sistemas e a falta de mão de obra qualificada. Mas ele encontrou uma solução para esses problemas: convidou desenvolvedores e empreendedores para sócios, entre os quais Helder Siqueira e Danton Velloso. Com mais estrutura, a empresa começou a se destacar e se tornou o canal automotivo do portal UOL em 1997. Atualizado diariamente, a Webmotors tinha informações detalhadas sobre 529 modelos disponíveis no mercado brasileiro. Com tamanha visibilidade, atraiu investidores. Em 1999, aceitou dois novos sócios, o GP Investimentos e o JP Morgan Partners. Foi nessa época, que Sylvio percebeu que o negócio estava no caminho certo e decidiu largar o emprego que ainda mantinha na montadora. No final desta década, porém, o estouro da bolha da internet - responsável por muitos negócios pontocom vendidos - freou os planos de expansão da Webmotors. Porém, em 2002, o então Banco Real, controlado pelo holandês ABN Amro Bank, por intermédio da Aymoré, sua divisão de financiamentos de veículos, adquiriu 100% das ações da Webmotors, incluindo participações que pertenciam aos fundos de investimentos. Nesta época o site tinha quatro milhões de visitantes únicos, 2.2 milhões de usuários cadastrados e mais de 20 mil veículos anunciados por mês.


Em 2007 o ABN Amro vendeu toda sua operação no Brasil para o banco espanhol Santander, que passou a ser proprietário da Webmotors. Nos anos seguintes, após já ser consagrado como o principal canal digital de compra e venda de veículos do país, a Webmotors começou a atuar para fortalecer a sua proximidade com o mercado publicitário e com as montadoras, oferecendo um amplo e completo portfólio de serviços, que ia desde anúncios, tabelas de preços e conteúdo para os clientes finais até soluções de gestão e inteligência de dados para lojas, concessionárias e montadoras. E também, agregou ferramentas e soluções financeiras, que permitiam operações como contratar seguros e simular financiamentos de automóveis. Parte de sua expansão nos anos seguintes pode também ser explicada pelas aquisições feitas, como por exemplo, em 2013, do site Meucarango, com forte penetração no nordeste do país, ou do Compreauto, que tinha atuação na rica região de São José do Rio Preto, interior paulista. Em abril de 2013, o grupo australiano Carsales, maior website de classificados e serviços para autos da Oceania e um dos principais do mundo, pagou US$ 180 milhões por uma fatia de 30% da Webmotors. A chegada do sócio australiano, com experiência de atuação em uma dezena de países, ajudou a melhorar o sistema do site e a experiência do usuário, além de acelerar ainda mais o seu crescimento. Em 2015 a empresa, líder em classificados online de veículos no mercado brasileiro, ampliou sua infraestrutura de TI e redes de software com um projeto de ferramentas baseadas em nuvem, cujo objetivo era oferecer mais agilidade nos processos internos, o que era refletido diretamente no aprimoramento da experiência de uso do portal.


Em 2016 a empresa lançou o WM1, o canal de notícias automobilísticas da Webmotors, que traz conteúdo para todo tipo de pessoa. Desde testes comparativos e avaliações dos principais lançamentos do mercado, dados técnicos e guias de compras, até notícias sobre mobilidade e cobertura dos principais eventos automotivos do mundo. Nesse mesmo ano, com objetivo de expansão em regiões chaves do país, a empresa comprou o BuscaCarros, que abrigava sete portais de venda e compra de veículos em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. No mês de outubro de 2018, a Webmotors lançou um novo serviço: a plataforma de pagamentos Autopago, que cobra uma alíquota de 1.5% sobre o valor da venda do veículo e, em troca, a oferece mais segurança na negociação. O site faz a verificação da documentação das partes, emite um boleto para o pagamento do veículo e mantém o dinheiro em juízo, até que o automóvel seja vistoriado pela empresa e todo o trâmite cartorário seja resolvido.


Em 2019, a Webmotors apresentou um novo layout para o seu portal. O modelo propõe uma nova experiência de navegabilidade, utilizando tecnologias que visam facilitar a experiência do usuário. Agora, o portal será capaz de entender como é a navegação de cada pessoa e, assim, poderá fazer recomendações com ofertas mais precisas. O novo site apresentou mudanças em dois pilares principais: jornada de uso muito mais intuitiva, tornando a busca tradicional mais descomplicada; e a organização de categorias de veículos, que permite a personalização das preferências dos clientes. Além de uma experiência personalizada de busca e a indicação do melhor modelo para cada necessidade (como por exemplo, indicar os modelos sedã com melhor fit para cadeirinha de bebê ou os melhores SUV 4×4 com porta mala grande), a Webmotors também passa a oferecer soluções de mobilidade para recomendar a melhor forma de uso de um veículo. Locadoras e fabricantes passaram a ser parceiros na oferta de formatos e configurações de utilização de um carro ou moto, com assinaturas mensais, compartilhamento ou aluguel de veículos. O WM1, portal de notícias da Webmotors, ganhou um papel ainda mais fundamental neste processo. As matérias, testes e vídeos produzidos agora fazem parte do pacote de indicação de um veículo para ajudar na escolha do modelo. E a parceria com o Santander, oferece financiamento pré-aprovado, que torna o processo mais seguro e rápido.


A evolução visual 
A identidade visual da marca passou por algumas alterações ao longo dos anos. O logotipo original da marca, que antes utilizava as cores preta e laranja, ganhou uma nova tipografia de letra, com a cor vermelha substituindo a laranja. Em 2016 a Webmotors apresentou um novo logotipo, totalmente reformulado para refletir o dinamismo, agilidade e simplicidade. Predominantes na versão antiga, as linhas retilíneas deram lugar a uma tipografia de letra arredondada, que proporciona mais leveza e movimento. Agora em cor única (preta) e inteiramente em caixa baixa, o novo lettering (disposição das letras) reforça a imagem de uma marca digital, integrada às particularidades da internet. Além disso, o símbolo da marca (o câmbio de um veículo) perdeu as antigas elipses nas extremidades e ganhou a sexta marcha, conferindo equilíbrio, simetria e simplicidade à imagem, além da referência direta a um W e um M.


Os slogans 
Compre e venda seu carro sem dor de cabeça. (2018) 
O site automotivo nº 1 do Brasil. (2014) 
Aqui você encontra.


Dados corporativos 
● Origem: Brasil 
● Fundação: 1995 
● Fundador: Sylvio Alves de Barros Netto 
● Sede mundial: São Paulo, Brasil 
● Proprietário da marca: Webmotors S.A. 
● Capital aberto: Não (subsidiária do Santander Brasil) 
● CEO: Eduardo Jurcevic 
● Faturamento: Não divulgado 
● Lucro: Não divulgado 
● Presença global: Não (presente somente no Brasil)
● Funcionários: 400 
● Segmento: Comércio online 
● Principais produtos: Ofertas de compra e venda de automóveis e motocicletas e informações do setor automobilístico 
● Concorrentes diretos: OLX, Mercado Livre, iCarros, MeuCarroNovo e Instacarro 
● Ícones: O símbolo estilizado de um câmbio 
● Slogan: O site automotivo nº 1 do Brasil. 
● Website: www.webmotors.com.br 

A marca no Brasil 
Hoje em dia a Webmotors conta com mais de 30 milhões de visitas mensais, sendo líder de um segmento que praticamente criou no país. É referência em classificados online de compra e venda de automóveis, motos e veículos utilitários, com um estoque superior a 480 mil unidades anunciadas. Atualmente na Webmotors são disponibilizados classificados para venda de veículos (carros e motos) - o maior da internet brasileira -, programas de manutenção preventiva veicular e produtos específicos direcionados especialmente às revendas de veículos e empresas atuantes no segmento automotivo, como fabricantes de veículos, autopeças e outras empresas que atuam nesse segmento. O Santander é dono de 70% da Webmotors e o grupo australiano Carsales do restante. 

Você sabia? 
Grande parte de sua receita é proveniente da oferta de soluções para montadoras, seguradoras, concessionárias autorizadas, lojas independentes, fabricantes de autopeças e prestadores de serviço de manutenção de automóveis. 
A Webmotors está constantemente presente através de patrocínios de pilotos na Stock Car, a maior categoria do automobilismo nacional. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Isto é Dinheiro, Época Negócios e Exame), jornais (Folha, Meio Mensagem e Estadão), sites (InfoMoney), sites especializados em Marketing e Branding (Mundo do Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 28/10/2019

Nenhum comentário: