8.3.16

BUD LIGHT


A BUD LIGHT é a cerveja mais consumida do enorme e voraz mercado americano. A marca se tornou sinônimo de irreverência, principalmente por suas bem-humoradas campanhas publicitárias, e símbolo quando o assunto é acompanhar uma partida esportiva tomando uma cerveja gelada, suave e refrescante. 

A história 
Tudo começou no início dos anos de 1980 quando a tradicional cervejaria Anheuser-Busch, fundada em 1860, estudava aumentar a linha de produtos da marca Budweiser. Nesta época um segmento despontava como uma boa aposta: cervejas light, mais fracas e com menos calorias. Esse segmento tinha enorme potencial de mercado em virtude do crescimento de um público que exigia produtos que se alinhassem com a preocupação com a saúde e o culto ao corpo. Finalmente no mês de abril de 1982 a cervejaria lançou nacionalmente no mercado americano a cerveja BUDWEISER LIGHT, versão mais fraca da tradicional Budweiser. A nova cerveja, estilo light lager refrescante, tinha baixo teor alcoólico e apenas 110 calorias. A refrescante cerveja conquistou inicialmente o público feminino e se tornaria uma das mais bem-sucedidas extensões de marcas da história do mercado americano. A primeira campanha da marca tinha como slogan “Bring Out Your Best”, sendo focada nos clássicos cavalos Clydesdales, símbolos da Anheuser-Busch.


No início da década de 1990, já com o nome abreviado apenas para BUD LIGHT, a cerveja ganhou uma rede de distribuição mais ampla. Mesmo tendo concorrentes de peso como a Miller Lite e a Coors Light, em 1994 a BUD LIGHT se tornaria a cerveja light mais consumida do mercado americano, graças em boa parte a famosa campanha “Make it a Bud Light”. Nos anos seguintes a BUD LIGHT investiu pesado em marketing e propaganda, se tornando ainda mais popular. Até que, com o aumento de consumo das cervejas light, em 2001 a BUD LIGHT se tornaria a cerveja mais consumida do país, superando até mesmo sua irmã famosa, a Budweiser original. Ainda que a BUD LIGHT seja a cerveja mais popular do mercado americano, a versão mais leve da Budweiser não tem o mesmo alcance global que a original, apesar de forte presença no Canadá.


No mês de julho de 2008, a marca BUD LIGHT mudou de mãos, depois da compra da cervejaria Anheuser-Busch, pela belga-brasileira InBev por US$ 52 bilhões, passando a integrar o extenso portfólio da AB InBev. Pouco depois a linha de produtos da marca foi ampliada com lançamentos como a BUD LIGHT CHELADA, que se tornou rapidamente sucesso entre a comunidade mexicana nos Estados Unidos, por ser uma mistura da fórmula tradicional com clamato, mix de suco de tomates, especiarias e caldo de amêijoas (pequenos moluscos); a BUD LIGHT LIME (introduzida em 2008), com fórmula mais fraca que a original e leve toque de suco natural de limão; e a BUD LIGHT GOLDEN WHEAT (2009), uma cerveja de trigo não filtrada fabricada com malte de trigo, coentro e cascas do citrino.


Em 2012 a marca lançou duas grandes novidades. Primeiro foi a BUD LIGHT PLATINUM, uma versão mais forte que a versão light tradicional, com 6% de graduação alcoólica. Apesar de utilizar a designação light, a cerveja tem apenas 8 calorias a menos que uma Budweiser original. O destaque da nova cerveja era sua garrafa translúcida na cor azul. Depois, em mais uma demonstração de ousadia, introduziu a BUD LIGHT LIME MOJITO, uma cerveja light com suco de limão natural e leve sabor de menta.


Pouco depois, a marca ingressou em um novo segmento de mercado com o lançamento da linha BUD LIGHT LIME RITAS, bebidas de malte com delicioso sabor de Margarita e um toque refrescante de BUD LIGHT LIME. A linha que é comercializada em lata conta com quatro sabores: manga, limão, framboesa e morango. Essa nova linha de bebidas prontas, inicialmente para ser uma edição limitada, fez tanto sucesso que passou a integrar a linha de produtos da marca, com vendas superiores a US$ 1 bilhão. Uma inovação recente da marca é a BUD LIGHT APPLE (lançada em 2015), uma cerveja light com mistura de suco de maçã natural. Outra novidade foi a BUD LIGHT MIXXTAIL, uma linha de coquetéis prontos para o consumo, disponível em três sabores (Long Island Iced Tea, Firewalker e Hurricane) misturados com a suavidade e refrescância de BUD LIGHT. Apesar das novidades, a BUD LIGHT vive um momento crucial, pois apesar de ser a líder do mercado americano, com 17% participação, assiste suas vendas caírem anos após ano.


A comunicação 
Um dos fatores de sucesso da marca BUD LIGHT é sua linha de comunicação, sempre repleta de bom-humor e muitas vezes polêmica. Uma das campanhas mais emblemáticas da marca foi “Real Men of Genius” (em tradução livre “Homens Verdadeiramente Geniais”), lançada em 1999. Inicialmente criada para o rádio, fez tanto sucesso que virou campanha de TV em 2003. A campanha apresentava músicas de rock vigorosas, um locutor bombástico, além de sátiras e tributos excêntricos a realizações triviais e heróis anônimos. Para acompanhar alguns comerciais da histórica campanha clique em https://www.youtube.com/watch?v=lsC3ni7A88M.


Em 2015, a BUD LIGHT se envolveu em uma tremenda polêmica por causa de uma de suas mensagens de propaganda que dizia: “A cerveja perfeita para você tirar o ‘não’ do seu vocabulário nesta noite” (em inglês “The perfect beer for removing ‘no’ from your vocabulary”). A marca foi acusada de incentivar “a cultura do estupro”. Após inúmeros protestos de consumidores nas redes sociais, a cerveja trocou a campanha, tirou os rótulos do mercado e emitiu um comunicado pedindo desculpas pelo ocorrido. Em 2016, a marca apresentou em pleno Super Bowl (final do futebol americano profissional e que possui os 30 segundos mais caros da televisão mundial) um novo slogan, posicionamento, identidade visual e novas latas através de uma campanha bem-humorada que aproveitou a corrida presidencial que ocorre nos Estados Unidos. Para a marca a solução estava em criar o próprio partido, The Bud Light Party, mais descontraído e com os melhores porta vozes possíveis, os comediantes Amy Schumer e Seth Rogen.


A evolução visual 
A identidade visual da marca BUD LIGHT passou por algumas alterações ao longo dos anos. Inicialmente chamada de BUDWEISER LIGHT e com um logotipo redondo, pouco depois a marca adotou o nome BUD LIGHT e apresentou um novo logotipo, com formato quadrado. Na década de 1990, a marca adotou um logotipo com formas ovais, mais detalhes e nova tipografia de letra.


Em 2013 apresentou um logotipo mais impactante e colorido. Porém, em dezembro de 2015, a BUD LIGHT resolveu voltar às origens com uma identidade visual mais simples, formato quadrado e uma nova tipografia de letra.


A tradicional lata da BUD LIGHT também passou por inúmeras mudanças de layout ao longo dos anos. Inicialmente prateada e vermelha, com detalhes azuis, ao longo dos anos, a lata adotou um visual mais moderno e jovial, incluindo a cor azul, a partir de 2008. A nova lata da BUD LIGHT foi apresentada no final de 2015 e adotou um design minimalista e mais limpo.


Os slogans 
Raise one to right now. (2016) 
The Perfect Beer for Whatever Happens. (2014) 
Here We Go. (2009) 
Keeps It Coming. (2008) 
The difference is drinkability. (2008) 
Always worth it. (2006) 
Be yourself and make it a Bud Light. (2003) 
This calls for a Bud Light. (2001) 
Bring Out Your Best. (1982) 
Fresh. Smooth. Real. It’s all here.


Dados corporativos 
● Origem: Estados Unidos 
● Lançamento: Abril de 1982 
● Criador: Anheuser-Busch 
● Sede mundial: St. Louis, Missouri, Estados Unidos 
● Proprietário da marca: Anheuser-Busch Companies, Inc. 
● Capital aberto: Não (subsidiária da AB InBev SA/NV) 
● CEO: Carlos Brito 
● Presidente: Luiz Fernando Edmond 
● Faturamento: Não divulgado 
● Lucro: Não divulgado 
● Presença global: 25 países 
● Presença no Brasil: Não 
● Segmento: Cervejarias 
● Principais produtos: Cervejas light 
● Concorrentes diretos: Miller Lite, Coors Light, Busch Light, Natural Light, Corona Light e Heineken Light 
● Ícones: A cor azul 
● Slogan: Raise one to right now. 
● Website: www.budlight.com 

A marca no mundo 
Terceira cerveja mais consumida do mundo, a BUD LIGHT é comercializada em 25 países, com enorme presença nos Estados Unidos (onde é líder absoluta de mercado) e Canadá. A BUD LIGHT chega a vender anualmente mais de 48 milhões de hectolitros. Somente no mercado americano a marca faturou em 2015 mais de US$ 2 bilhões. 


Você sabia? 
A BUD LIGHT é fabricada utilizando uma mistura Premium de lúpulo americano e importado, além de uma combinação de maltes de cevada e arroz. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).

Última atualização em 8/3/2016

Nenhum comentário: