26.8.15

PAÇOQUITA


Presença constante nas tradicionais festas juninas e lanches escolares. Um pequeno retângulo que esfarela na boca com um delicioso e irresistível sabor de amendoim de um típico doce brasileiro. Essa é a receita de sucesso da marca PAÇOQUITA, que se tornou líder no mercado brasileiro oferecendo o sabor do amendoim em várias formas de consumo. Além das deliciosas paçocas, balas e cremes de amendoim conquistaram milhões de aficionados fãs. 

A história 
Para contar a história da marca PAÇOQUITA é preciso voltar ao ano de 1942, quando José Marques Telles fundou a empresa Santa Helena na cidade de Ribeirão Preto, no interior do estado de São Paulo. Com poucos equipamentos iniciou a produção de doces artesanais para venda ambulante, que era direcionada a pequenos estabelecimentos da cidade. Nas décadas seguintes a empresa cresceu, ampliou sua linha de produtos, passou a ser administrada pelos filhos do fundador e inaugurou uma nova fábrica já com foco quase que exclusivo em produtos à base de amendoim. Finalmente, em 1986, a empresa lançou um novo produto no mercado: paçoca (um típico doce brasileiro à base de amendoim) com a marca PAÇOQUITA.


Com o objetivo de se diferenciar pela alta qualidade em relação aos produtos do seu segmento na época, a marca PAÇOQUITA rapidamente agradou o consumidor brasileiro, se tornando ícone de tradição e brasilidade. Graças ao seu diferenciado sabor e um rigoroso controle de qualidade e de matéria-prima, o produto foi apreciado por consumidores de todas as idades. Nos anos seguintes, as paçocas da marca conquistaram milhões de consumidores, foram oferecidas em novas embalagens e passaram a serem vendidas em outros estados do país. Além disso, as paçocas começaram a ser exportadas para outros países. O resultado de tanto crescimento: PAÇOQUITA se tornou a marca mais importante da empresa Santa Helena. Além dos tradicionais retangulinhos, a paçoca também foi lançada em formato de rolha. Em 2007, seguindo as tendências dos consumidores por opções de doces mais saudáveis e igualmente saborosos, a marca lançou no mercado a PAÇOQUITA DIET, uma paçoca sem adição de açúcar.


Nos anos seguintes, aproveitando a força da marca a empresa iniciou a diversificação de sua linha com lançamentos de novos produtos, como por exemplo, a BALA PAÇOQUITA, que também foi a primeira bala mastigável sabor paçoca do país; em 2011, quando introduziu as balas PAÇOQUITA DIET, as primeiras mastigáveis sem adição de açúcar no mercado brasileiro; ou em 2012 com uma grande inovação, o primeiro ovo de chocolate ao leite com PAÇOQUITA, ingressando assim no rentável segmento da Páscoa. Além disso, a marca apostou no marketing, como por exemplo, em 2013 quando através de uma parceria com a rede de restaurantes Giraffas foi lançado o milk-shake Paçoquita em edição limitada. O sucesso da ação foi tamanho, que seria repetida em 2015 com a rede Bob’s através de um sorvete de chocolate com casquinha de baunilha recheada com PAÇOQUITA, além do tradicional milk-shake. Em 2014, um dos produtos preferidos dos brasileiros ganhou nova versão livre de açúcar e acrescida de aveia, ingrediente indicado por nutricionistas e médicos por ser uma rica fonte de fibras, com o lançamento de PAÇOQUITA ZERO COM AVEIA.


Ainda em 2014, percebendo o nível de atitude positiva para com a sua marca de paçocas, a empresa soube interpretar o seu mercado consumidor e criou um produto, acima de tudo, empolgante: a PAÇOQUITA CREMOSA. Com isso, criou uma nova forma de consumir o amendoim, em forma de pasta cremosa para ser passada em pães, biscoitos e frutas ou utilizada em muitas receitas, como recheio de bolos e doces. Além disso, o produto – disponível inicialmente em embalagem de 180g – oferecia benefícios à saúde e energia para toda a família, com boa quantidade de proteína e vitamina E, naturalmente presentes no amendoim. E apresentava um diferencial: com pedacinhos de amendoim era extremamente macia e fácil de espalhar. Com isso, a marca passou a disputar mercado com a italiana Nutella, reconhecida pelo seu tradicional doce de avelã cremoso. O novo produto se tornou um fenômeno em seu lançamento na primeira semana de julho. E vendeu 2.4 milhões de potes até o fim do ano.


Mais recentemente, em 2015, a marca apresentou a nova versão de PAÇOQUITA CREMOSA (com o rótulo em inglês e espanhol) na maior feira de doces e biscoitos do mundo, realizada em Colônia, na Alemanha, iniciando assim a entrada no mercado internacional do produto cremoso. A empresa também levou para o evento a PAÇOQUITA SPECIAL EDITION, uma versão exclusiva e limitada com embalagens diferenciadas contendo 16 unidades da paçoca tradicional, acompanhadas de um encarte sugerindo formas de consumo. Para o mercado nacional as novidades foram o lançamento de PAÇOQUITA CREMOSA ZERO (sem açúcar) e os novos tamanhos de embalagens do creme de amendoim (350g e 1,01kg).


Nos últimos anos a marca tem investindo bastante em marketing. Primeiro se tornou ativa nas redes sociais, angariando o engajamento de centenas de milhares de fãs. Depois criou uma mascote, um simpático amendoim animado, para impactar o público infantil. Ou como em 2014, quando anunciou o lançamento de uma versão cremosa de sua paçoca, e o desejo de comprar o produto acabou sendo maior que a expectativa de vendas da própria empresa. Resultado: consumidores usaram a internet para expressar sua vontade de comprar o produto e a frustração por não encontrá-lo nas prateleiras dos supermercados locais. A marca soube aproveitar esse momento e lançou a campanha “Caça ao Tesouro”, dando um ar de lenda urbana para o produto, incitando ainda mais o público a tentar encontrar o creme de amendoim. Surgiram até sites de fãs onde, dentro de uma janela do Google Maps, se indicava os locais onde o produto foi visto sendo vendido. Com tudo isso PAÇOQUITA está seguindo os passos das grandes marcas ao tratar o consumidor mais como um parceiro do que um simples cliente.


Dados corporativos 
● Origem: Brasil 
● Lançamento: 1986 
● Criador: Santa Helena 
● Sede mundial: Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil 
● Proprietário da marca: Santa Helena Indústria de Alimentos S.A. 
● Capital aberto: Não 
● Presidente: Renato Fechino 
● Faturamento: Não divulgado 
● Lucro: Não divulgado 
● Presença global: 15 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Segmento: Doces 
● Principais produtos: Paçocas, balas e cremes de amendoim 
● Concorrentes diretos: Amor, Skippy, Dadinho, Hershey’s Creamy e Nutella 
● Mascote: Um amendoim animado 
● Slogan: A mais amada do Brasil. 
● Website: www.pacoquita.com.br 

A marca no mundo 
Atualmente os produtos da marca PAÇOQUITA, líder nacional no seu segmento e que englobam desde a tradicional paçoca até pasta cremosa de amendoim e balas mastigáveis, são comercializados em quase todo território brasileiro. Além disso, os produtos são exportados para mais de 15 países na América do Sul, Europa e Ásia. A PAÇOQUITA pertence à empresa Santa Helena, líder do mercado nacional no segmento de doces e confeitos à base de amendoim, sendo a mais antiga e mais lembrada marca de paçoca do país. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Isto é Dinheiro, Exame e EmabalgemMarca), jornais (Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (Mundo do Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 26/8/2015

2 comentários:

Guilherme Sanches Pastre disse...

A Paçoquita fez um hype gigantesco em cima da paçoquita cremosa, vendeu horrores e se vermos agora, estão encalhadas nas gôndolas. O motivo? O produto simplesmente não é bom. Comprei pagando um valor absurdo por causa desse hype (sim, mais caro que a famosa Nutella) e no fim das contas tive em mãos um produto sabor gordura que venceu guardado no meu armário de tão ruim que era, não dava pra comer, simples assim.

E isso é uma opinião não só minha, mas de praticamente TODOS os meus amigos que provaram esse produto. Todos compartilham da minha opinião.

Acho que se for pra fazer um hype enorme em cima de um produto, que ele seja bom, assim como fez a Nestlé com o Kit Kat.

Abraços

PS: todos os outros produtos da Paçoquita são excelentes....

Leo Rodrigues disse...

Sem dúvida, os produtos são ótimos. Exceto essa horrorosa pasta de amendoim.
Incrível como não perceberam isso.
Não dá para dizer que são concorrentes da Nutella..... A distância é gigante
Tem que mudar a receita URGENTE....o sabor é horrível.